fbpx

Notícias

Unesc 35 anos – De um casal de namorados à uma família cacoalense: Unesc também faz parte desta história


    “O espaço que conquistamos em Rondônia, a vida que temos em Cacoal, tudo foi possibilitado por essa oportunidade que a Unesc nos trouxe, quando ainda éramos um casal de namorados, no interior de São Paulo”

 

Em março de 2001, um casal de namorados de Pompéia (SP) resolveu arriscar e enviaram seus currículos profissionais à uma instituição de ensino superior que vinha se destacando na região norte do Brasil. Confiantes na resposta que receberam que haveria possibilidade de contratação para o semestre seguinte, o casal deu continuidade a vida no interior de São Paulo.

Em julho do mesmo ano, três dias depois da cerimônia de casamento realizada em Pompéia, Gustavo Reis e Rosangela Bueno Reis davam um novo passo em suas carreiras profissionais na cidade de Cacoal, na primeira instituição privada de ensino superior em Rondônia, a Unesc.

“Eu e a Rosangela namorávamos há uns cinco anos e resolvemos dar um novo rumo às nossas vidas. Nesse momento, a Unesc surgiu, enviamos nosso currículo e quatro meses depois, estávamos contratados, eu como docente e ela como bibliotecária da instituição. Se hoje somos rondonienses de coração, somos realizados profissionalmente, construímos a nossa história em Cacoal, é graças à oportunidade que a Unesc nos deu”, relembra Gustavo Reis, que orgulha-se: “Hoje a Unesc tem 20 turmas formadas em Administração e eu me sinto honrado por ter sido professor em todas elas. Hoje não tem uma empresa que eu entre em Cacoal, que eu não encontro pelo menos um ex-aluno meu”.

Além de ministrar disciplinas em diversos cursos da Unesc, Gustavo Reis também já passou pela coordenação dos cursos de Administração, Contabeis, Engenharia da Produção e Economia. “Além disso, pela Unesc, eu posso dizer que tenho 800 palestras no meu currículo. Através da instituição, tenho a chance de compartilhar conhecimento em todos os cantos de Rondônia e em outros estados”, conclui o professor.

Já a Bibliotecária Rosangela Guedes Reis, faz questão de enfatizar a evolução da Unesc. “Lembro quando cheguei na instituição, a Biblioteca funcionava no formato de acervo fechado. Era a bibliotecária que ia às estantes, retirar o livro do aluno. Hoje trabalhamos com o acervo aberto. Os alunos tem mais de 34 mil livros à disposição na Biblioteca da Unesc”, conta Rosangela.

 

Sobre a importância da Unesc em sua vida, a bibliotecária resume: “O espaço que conquistamos em Rondônia, a vida que temos em Cacoal, tudo foi possibilitado por essa oportunidade que a Unesc nos trouxe, quando ainda éramos um casal de namorados, no interior de São Paulo. Hoje criamos raízes em Cacoal, foi aqui que nasceu nossa filha Mariah. A Unesc permitiu que nos tornássemos uma família cacoalense e isso nos orgulha”, concluiu Rosangela.

(Giliane Perin – Assessoria de Imprensa/Unesc)